segunda-feira, 21 de junho de 2010

Sonhos (pesadelos) repetidos ...

.

O meu Tio e Padrinho faleceu há 2 meses e meio.
Foram 2 dias de velório, difíceis e muito cansativos...
Na hora da despedida, inesperadamente, tive vontade de lhe tocar. Pousei a minha mão sobre as dele e fiz lhe uma festa no rosto. Foi a primeira vez que toquei num corpo sem vida. Nunca mais me vou esquecer da sensação e do arrepio que imediatamente senti a percorrer a minha espinha. Fi lo por iniciativa própria. Num impulso.
Será por isso que nestes 2 meses e meio já sonhei 3 vezes com ele? Esta noite foi a 3ª vez :s
Sonho sempre a mesma coisa: que estamos todos no velório, consternados, e que eu estou a olhar fixamente para ele,... quando, de repente, ele se mexe!!
E eu acordo sobressaltada, claro!
.
.
Baah :s
Beijinho*

18 comentários:

anaferro disse...

É coisa que também me costuma acontecer. E dessa mesma forma. Penso que é assim pois inevitavelmente, pela nossa idade, nesta altura começamos a perder pessoas que são importantes na nossa vida. E começamos a lidar com a morte mais de perto. E o nosso subconsciente capta esses momentos, as nossas angústias, o nosso desejo de que seja mentira...

Infelizmente tenho ido a alguns funerais e são sempre experiências marcantes, uma luta psicológica pois acho que aquela imagem final não é a que desejamos guardar. E fico sempre a olhar para a pessoa, à espera que tudo seja mentira e veja o seu respirar.

Inevitavelmente essas marcas na nossa alma surgem à noite.

Acho que por teres tocado, a experiência foi mais marcante, sim.

Mas espero que um dia isso acalme, pois é agoniante acordar assim.

Um beijo grande e um xi...

Poetic GIRL disse...

A morte por vezes marca-nos mais do que pensamos, se quando somos crianças "somos poupados" um bocado à dor inerente, quando adultos não é bem assim. Sentimos diferente, marca-nos muito mais. Se era uma pessoa próxima é normal que te tenha marcado esse momento. A mim aconteceu -me o mesmo quando perdi o meu pai e j´ºa lá vão 16 anos, mas continuo a ter pesadelos... bjs

Diaboderoupacurta disse...

Está tudo muito recente...é normal. Isso costuma acontecer quando as pessoas partem e achamos (ou ela) que algo ficou por dizer ou por fazer. Cá na Ilha costuma-se fazer (agora se é treta ou não, não sei lol) algo de que a pessoa gostasse de fazer se estivesse viva, algo em memória dela... costuma resultar, os sonhos desaparecem :)

Dark angel disse...

Pois, aposto que foi marcante para TODA a vida. Especialmente porque são temas que nos transcendem e nos tocam de forma muito intensa. Esses sonhos são apenas a mistura de muitas emoções innconscientemente existentes, e convém frisar que os sonhos às vezes são tão reais que chegam a cansar fisicamente. Mas acabará por atenuar sem que dês por isso. O tempo faz a sua magia, vais ver.

Lamento a tua perda ( hoje o meu registo é um pouco mais sério ), infelizmente é incontornável, mas faz como eu, a minha irmã morreu e eu elegi-a como meu anjo, e sou feliz com esse pensamento.
Beijinho :)

Anónimo disse...

eu ja o fiz(dei um beijo na testa) e é surreal mas os meus pesadelos geralmente são com acidentes de carro(todos iguais, caio sempre no vazio)e saltos de petroleiros, em alguns ate sinto o frio da agua e as elices a puxarem-me, não sei qual o significado mas sao os que me atormentam

Gonçalo disse...

Acredito que tudo o que estás a viver faz parte do teu processo de luto. Não te preocupes, é normal, vive a vida!

:)

Beijinhos***

Patt disse...

Confesso que mal vi a imagem do teu post, hesitei um pouco porque de há uns meses para cá tudo o que relacione com mortes me faz muita impressão.
Ainda hoje pensei fazer um post sobre isso, para ver se obtia algumas respostas...

Faz hoje precisamente 5 meses que vi o meu avô pela última vez.
Tudo isto me choca bastante, visto que ainda não tinha presenciado a morte de um familiar meu (e ainda bem...).
Perder o meu avô foi uma revolta, não estava à espera, e, o que ainda hoje me transtorna, é que umas horas antes de ele falecer eu tinha falado com ele ao telefone, parecia-me bem, e tínhamos combinado almoçar no dia seguinte. Um almoço que nunca chegou a acontecer :(
Quando me ligaram às 5 e tal da manhã a dizer o que tinha acontecido fiquei mesmo em choque, não acreditava que tal fosse verdade. Vesti-me à pressa e fui lá a casa. Paralisei quando vi o seu corpo, já sem vida, todo coberto com o lençol. Aquilo para mim era um pesadelo, não acreditei que pudesse ser verdade.

Todas essas visões que temos e que nunca esperamos ter contacto marcam-nos bastante. Sabemos que as pessoas que amam hão de morrer, mas nunca imaginamos como é...
Durante dois meses eu não conseguia dormir sozinha, ora dormia com a minha mãe, ora com o meu pai, porque não me saía da cabeça a imagem do meu avô dentro de um caixão... Sempre que olhava para ele pedia por tudo para que fosse uma brincadeira de mau gosto e se levantasse a dizer que estava a brincar. Olhei bastantes vezes para a sua barriga para ver se a via mexer, mas nada.
Eu tinha o hábito (ainda tenho) de lá ir a casa aos Sábados almoçar a casa dele, mas durante uns meses não conseguia subir as escadas sozinha, só me vinham imagens à cabeça que eu não quero nem lembrar...:/

Quanto ao teres tocado no teu tio/padrinho, eu também pensei variadas vezes tocar no meu avô, queria agarrá-lo e abraçá-lo até, mas não consegui... Fiquei bastante chatead por não tê-lo feito, tocá-lo uma última vez, mas não queria sentir um "avô diferente" ao qual estava habituada...

Normalmente quando me deito vêm-me sempre imagens e pensamentos à cabeça que não consigo evitar, mas tento sempre distrair-me...
Já lá vão 5 meses e ainda não aceitei. Parece que foi ontem, lembro-me de tudo :/

Patt disse...

Não sei como fazes para te tentar abstrair desses pensamentos que te levam a ter esses pesadelos...

Eu comecei a escrever. Deitava-me na cama mas não conseguia dormir porque só me lembrava daqueles dias horríveis. Então voltava a levantar-me, escrevia para o meu avô, chorava, e ficava muito mais aliviada... Uns meses depois de ter começado a fazer isto as minhas noites tornaram-se mais suportáveis...

Espero ter ajudado, e desculpa lá aquele testamento enorme :/

Um grande beijinho de força*

Joao Menino disse...

:S! nunca fui a um velório, e acho-te mesmo muito corajosa, a sério!

Jana disse...

Quando o meu avô faleceu também comecei a sonhar muito com ele, mas sonhos em que estava vivo. Começaram a dizer que quando isso acontece deve-se acender uma vela para eles (falecidos) que é para a alma descansar! O que é certo é que mal pude lá fui acender uma vela ao meu avô e até hoje nunca mais sonhei com ele! Beiinhos

DoceSussurro disse...

Muito obrigada a todos pelas vossas palavras!
São tão recofortantes!

Vou ver se penso mt nisto, a ver se os pesadelos desaparecem :)

Beijinho*

DoceSussurro disse...

Anónimo

Quem sois, hum?...
Podia dizer o nome ou isso.. era mais engraçado! :p

:)

Anira the Cat disse...

Creio que deve ser uma reação normal... provavelmente sonharias com ele, mesmo sem lhe tocar! É sempre uma perda...

Bjokas

Crazy disse...

Estou. Mas já passou. Tristezas não pagam dividas! :D

Crazy disse...

Tenho um selo para ti no meu blog :)

Beijinhos

marie disse...

Bem. Deveria ser uma pessoa muito querida por ti e por isso talvez seja o subconsciente ou lá como se chama a "rejeitar" a ideia da partida dele. :s Digo eu... Não sei, também não percebo nada destas coisas mas pronto.

Bjinho **

Olhos Dourados disse...

Nunca toquei num!

Anónimo disse...

ola vim conta o que anda acontecendo comigo já a algum tempo,eu sonho eu deitada na minha cama e algo vem proximo de mim e começa a me alisar o braço,a minha nuca e as vezes o meu rosto,até ai parece ser normal,só que quando tento acorda desse sonho,seja lá o que for que está me alisando,fala que eu não vou acordar e que vai ficar ali comigo que não vai deixar eu acordar,nisso eu fico inquieta até conseguir acorda,e quando consigo acordar estou bem assustada com medo,eu só não tenho esse sonho quando eu durmo toda coberta,e com a porta do quarto fechada,mais quando eu durmo sem me cobrir acontece de ter sempre esse mesmo sonho,na madrugada de domingo pra segunda,tive um sonho não o que eu tenho de costume,foi outro eu estava na minha cama deitada de barriga pra cima e vinha algo ou alguém não sei pq parece ser sempre uma sombra e não consigo enxergar,e tentava me apertar me segurar e quando eu tentava lutar contra aquilo,era mais forte que eu e me apertava e batia na minha cara,quando eu conseguir acordar estava bem assustada,seja lá o que for isso eu não consigo ver o rosto e o sonho parece ser bem real,ontem a noite eu dormi coberta e com a porta do quarto aberta,e não sonhei esse sonho,tive um sonho que algo ou alguém vinha e falava coisas no meu ouvido,coisas que eu não entendia, e eu tentava acorda e tentava me segurar pra que eu não acordasse mais não chegava a me segurar pelo fato deu está coberta parecia que isso estava me protegendo e seja lá o que fosse não conseguia me tocar,fui em um centro espirita fazer uma visita quando estive passando ferias na casa da minha tia,mais pelo fato de que não estava sonhando mais isso nada falei sobre esse assunto lá..só que agora voltei a ter esse sonho e contei pro meu namorado e ele me aconselhou a voltar em um centro espirita,mais meus pais não iriam gostar que eu fosse a um,então quero entender o que se passa comigo,pq tenho sempre esse mesmo sonho de algo ou alguém me alisando e não consigo ver o que é,o sonho é tão real